quinta-feira, 30 de junho de 2011

BET AWARDS 2011



    Chris Brown foi o grande vencedor do BET Awards 2011 evento promovido pela Black Entertainment Television para promover os melhores cantores e artistas da música negra. O Evento aconteceu no dia 26 de Junho em Los Angeles, evento que reuniu os maiores cantores de hip hop e R&B atualmente e quem acabou se destacando foi o rapper Chris Brown ao levar 4 prêmios entre eles de melhor cantor de R&B. Confira a baixo os ganhadores.

Escolha da Audiência - Chris Brown com Look at Me Now 
Melhor Cantor R&B - Chris Brown 
Melhor Cantora R&B - Rihanna 
Melhor Cantor hip-hop - Kanye West 
Melhor Cantora hip-hop - Nicki Minaj 
Melhor Colaboração - Look at Me Now, de Chris Brown, featuring Lil Wayne e Busta Rhymes 
Fandemonium - Chris Brown 
Melhor Artista Novo - Wiz Khalifa 
Melhor Grupo - Diddy-Dirty Money 
Melhor Vídeo do Ano - Look at Me Now, Chris Brown, featuring Lil Wayne and Busta Rhymes 
Melhor Diretor de Vídeo do Ano - Chris Robinson 
Melhores Estrelas Mirins - Willow e Jaden Smith 
Melhor Ator - Idris Elba 
Melhor Atriz - Taraji P. Henson 
Melhor Filme: For Colored Girls, de Tyler Perry 
Melhor Gospel: Mary Mary Centric Award: Marsha Ambrosius 
Esportista Masculino do Ano: Michael Vick 
Esportista Feminina do Ano: Serena Williams 
Ato Internacional (Reino Unido) - Tinie Tempah 
Ato Internacional (África) - 2Face Idibia e D'Banj (Nigéria) 
Prêmio Humanitário: Steve Harvey 
Lifetime Achievement Award: Patti LaBelle

       Más infelizmente não terminamos por ai, olha só o que a organização do evento aprontou ao entregar uma das premiações. O combinado era de que uma fã foi escolhida para anunciar o ganhador do prêmio de Audiência, a escolhida foi uma jovem chamada Tiffany Green, naturalmente Tiffany subiu no palco e ao abrir o envelope se deparou com o nome de Chris Brown(suposto vencedor), más foi ai que a confusão começou após a organização do evento que estava se comunicando com a fã através de um ponto disse para Tiffany que o vencedor não era Chris Brown e sim Rihana com What's My Name, logo em seguida Tiffany pediu desculpas e anunciou Rihana como ganhadora, más na verdade o ganhador era Chris Brown com Look At Me Now... Olha a cara da fã, veja abaixo.






            Para  saber melhor o que realmente aconteceu confira a grande gafe promovida pela organização do evento no link abaixo.




. . .

quarta-feira, 29 de junho de 2011

LOOK AT HIM NOW




 Chris Brown Diz :     Two years ago they tried fuck me, look at me now!
                               Dois anos atrás tentaram me ferrar, olhe pra mim agora!

      Dois anos atrás Chris Brown trabalhava em cima do seu novo projeto, o álbum Graffiti que estava previsto para ser lançado no final do ano de 2009. No começo do ano de 2009 Chris Brown tinha o objetivo de voltar ao primeiro lugar nas rádios americanas, objetivo que já tinha alcançado com seus antigos singles   "Kiss Kiss", "With You", Forever, entre outros. Chris Brown vinha sendo assunto da mídia pelo motivo de se envolver em um relacionamento com à cantora Rihana, até que veio a grande surpresa no dia 8 de fevereiro de 2009, onde a cantora Rihana iria faze uma apresentação na cerimônia  51st Grammy Awards, más diziam que a cantora não poderia se apresentar por causa de um acidente de aviação. Logo em seguida uma notícia espantou a todos, notícia que havia sido publicada no mundo inteiro onde todos se espantaram com uma possível agressão de Chris Brown à Rihana. No mês de março começaram as investigações em cima do caso, e no dia 5 Chris Brown foi jugado e acusado por agressão. Como havia dito o assunto era notícia no mundo inteiro para infelicidade de Chris Brown que depois de todo um trabalho e toda uma expectativa em um menino que poderia vir a ser um dos grandes cantores da música mundial e infelizmente fotos do estado de Rihana após a agressão teriam sido colocado na mídia, confirá abaixo.



    Felizmente para todos os fãs Chris Brown havia sido liberado após pagar uma fiança aproximadamente de US$50 mil, após ter sido liberado Chris Brown procurava não comentar sobre o ocorrido até por que para muitos o que ele fez iria manchar pelo resto de sua vida. Em 2009 Chris Brown passará a ter uma vida muito conturbada odiado por muitos e mesmo assim com o apoio dos fãs que mesmo assim não iriam parar de admirar o cantor por um fato que nem mesmo teria sido esclarecido de uma forma que todos pudessem saber o que realmente aconceteu.
     Depois de toda essa tempestade Chris Brown lançou o álbum Graffiti foi lançado, considerado por muitos um "desastre de vendas", é claro que as críticas e quando citamos 'divulgação' não ajudaram muito, até por que o que muitos queriam era detonar o novo álbum do rapper. Mesmo assim o cantor ainda havia ganhado prêmios com o single "I Can Transform Ya" com participação do rapper Lil Wayne.
    No começo do ano de 2010 a estratégia do cantor era se aproximar cada vez mais de seus fãs fazendo uma possível turnê promocional pelo mundo, com uma passagem pelo Brasil. Chris Brown se apresentou no Brasil com uma passagem discreta e com um show de pouca duração motivo de contestação da mídia, repetindo, da mídia e não dos fãs, até por que quem compareceu no show do rapper que ocorreu no Credcard Hall só reclamou do espaço que poderia ser maior.

VOLTA POR CIMA...


    No ano de 2010 muitos diziam até que depois do desastre em vendas do Graffiti e da sua Mixtape "In My Zone" lançada em 2010 Brown estava financeiramente em condições precárias, mas foi ai que começa " A Volta por Cima". Depois do lançamento da Mixtape "In My Zone" Chris Brown lançou uma nova mixtape que surpreendeu a todos, Fan Of Fan, mixtape de Tyga e com composições do rapper compositor Kevin McCall, mixtape onde tinham músicas que fizeram Chris aparecer passo a passo cada vez mais na mídia, canções como Holla@Me, G Shit, No Bullshit, I'm so Raw e finalmente uma canção que fez com que Chris voltasse ao top 1° nas radios e considerada por muitos uma das melhores músicas de 2010, ...

DEUCES





    Deuces chega ao primeiro lugar da Billboard(Hip Hop and R&B) com mais de um milhão de cópias incluindo ringtones vendidos. Enfim, definitivamente Chris estava de volta, pouco a pouco mais subindo para seu devido lugar na mídia. Chris Brown vinha recuperando a confiança de todos aos poucos e no BET Awards 2010 Chris recebeu a incrível notícia na qual ele foi convidado para homenagear a morte do Rei Michael, homenagem ou performance que ficou pra história onde Chris impressionou a todos com sua dança, não só por isso mais sim quando no final da performance Brown se emocionou arrancando aplausos de todos após chorar durante a performace. Veja abaixo.



     O ano de 2010 realmente não começou bem para Chris mais mesmo assim ele fechou com chave de ouro. Em Setembro de 2010 Kevin McCall em uma entrevista com a Rap-Up revelou que estava trabalhando com Chris em um novo álbum que seria lançado no ano de 2011, o álbum...

F.A.M.E




     Chris Brown começou 2011 em alta com Deuces que foi seu grande sucesso de 2010 e Yeah 3X novo single do Rapper, música produzida por Colin Tilley, uma vídeo musical onde Brown mostra sua dança em um bairro, uma grande surpresa para todos ao ver Chris lançando uma música Pop fugindo totalmente de seu estilo R&B, mais mesmo assim Brown impressionou ate mesmo os críticos ao tentar passar a música negra para o pop.
     Chris Brown estava dando a volta por cima e definitivamente isso foi concretizado após o lançamento do álbum F.A.M.E no dia 18 de março e também após o lançamento do seu novo single...


LOOK AT ME NOW  FEATURING  LIL WAYNE AND BUSTA RHYMES



     Chris Brown estava de volta, Look At Me Now estreou no HOT 100 BILLBOARD no número 11, fato que desde 2008 não acontecia para o rapper com seu antigo single Forever. Single que contribuiu para o começo da sua nova turnê "FAME" na Australia, enfim Brown impressionava todos com suas performances ao vivo, um exemplo foi no Summer Jam 2011 onde Chris Brown disse uma frase que impressionou a todos dizendo: -    Two years ago they tried fuck me, look at me now!
      Palavras que agitaram mais de milhões de pessoas que estavam no estádio e mais ainda após de sua incrível performance Look at me now. VALE A PENA CONFERIR.



   
      No dia 26/06 Chris Brown voltou a ser o grande destaque entre outros cantores, no Bet Awards 2011 onde levou 4 premiações uma delas com Look At me Now música que foi a grande atração da sua performance que entrou pra história do BET Awards. Confira.



     Depois de tudo o que ele passou hoje CHRIS BROWN volta para seu devido lugar, mostrando sua Arte, sua Dança e seu Talento, por isso a Music is Life manda o recado......


                             LOOK AT HIM NOW...








TOP 1 - THRILLER

























 Enfim, o TOP 25 finalmente chega a sua conclusão, com o melhor vídeo clipe de todos os tempos de acordo com o Guinnes Book(o livro dos records). Em 1983, Michael Jackson fez história com "Thriller", que já vendia mais de 50 milhões de copias em todo o mundo e hoje obtem o record de disco mais vendido de todos os tempos com mais de 160 milhões de copias vendidas. 
 Depois de ganhar 8 Grammy's em só noite em 1984, Michael resolveu dar uma sumida dos holofotes. Isso é o que todos pensam, na verdade o Rei do Pop estava lingando para um dos diretores de mais nome no cenario dos filmes de terror dos anos 80, Jonh Landis.
 O diretor diz que não acreditava que Michael Jackson estava ligando querendo falar com ele, Jonh achava até que poderia ser trote e acabou não atendendo o telefone nas primeiras vezes. Foi então que de madrugada, Jackson ligou novamente afirmando que queria conversar com o diretor. Jonh conta que Michael perguntava se ele conhecia a sua musica "Thriller". De maneira bem engraçada, Jonh Landis diz que realmente não conhecia, porque ainda não ouvido o material todo do disco. 
 Michael então marcou uma reunião com Jonh para discutir a gravação do vídeo clipe de Thriller. Jonh conta que Michael determinou que queria fazer algo jamais visto antes, algo que realmente impressionasse a todos que fossem assistir. Foi então que começaram os preparativos para a gravação. Enquanto o diretor Jonh Landis preparava o pessoal de camera, maquiagem, Jackson preparava o conceito do vídeo clipe.
 O cantor contratou dançarinos e artistas para participarem do vídeo clipe, dentre eles estava a atriz Ola Ray, que foi a escolhida para contracenar ao lado de Michael Jackson em "Thriller". A coreografia foi criada por Michael Peters e Michael Jackson, que depois de ela estar totalmente pronta passaram para os dançarinos. O processo coreográfico demorou 6 meses para ser finalizado, o próprio Michael Jackson diz ter sido um dos ensaios mais dificieis de toda sua carreira.
 Depois de filmado, Michael acompanhou todo o processo de edição de "Thriller", e marcou a estréia no final de 1984 na MTV. Todo o estado americano estava ansioso para a estréia de "Thriller", muitos chamavam de o acontecimento do ano. No dia da estréia o clipe foi exibido a o meio dia na MTV americana e todos ficaram surpresos com os 14 minutos de duração do clipe, algo que jamais alguem tinha feito na história do vídeo-clipe. 
 Com "Thriller", Michael redefiniu a hegemonia dos vídeos clipes. Isso é pelo fato do clipe ter sido o primeiro a ter um roteiro, o primeiro a abusar da maquiagem e mistura-las com a metamorfose, o primeiro a conter uma coreografia completa com dançarinos atras, isso é utilizado até hoje e quase todos os vídeo clipes de hoje em dia e também por ter sido o primeiro clipe a ser considerado um longa metragem. Enfim, Michael praticamente inventou uma forma de fazer vídeo clipe e torna-los algo espetacular.
 Depois do lançamento do clipe, Michael ganhou mais Grammy em 1985 como melhor curta metragem. A MTV tambem deu a Michael premios como Melhor Performance em Clipes, Melhor Coreografia e Melhor na Escolha Popular.





Não importa o quanto de dinheiro o artista gasta para fazer um clipe hoje em dia, nenhum vai superar a criatividade e o choque que "Thriller" causa até os dias de hoje. 
 Dia 25/06, fz 2 anos que perdemos o Rei do Pop, mas para a REALMUSIC essa data significa mais do que a morte de Michael, significa o legado de um gênio da musica, da dança, da arte,do estilo, do caráter, e do ser humano. Hoje é dia de celebrar a sua musica. #VIDALONGAAOREI










                                          FONTE: Homenagem feita por Erik Elder de Andrade
                                          http://erikelder.blogspot.com/


ENJOY BECAUSE ...  MUSIC IS LIFE

TOP 2 - Billie Jean


Quando você escuta a bateria introduzindo o baixo e depois a voz de Michael, você sabe que "Billie Jean" começou, e essa é sempre a musica mais esperada nos shows de Jackson, porque foi com "Billie Jean" que Michael Jackson ganhou o título de Rei do Pop.
 Em 1981, Michael estava no estúdio e começou a compor e escrever "Billie Jean". O cantor teve a ajuda do produtor Quincy Jones ( que também produziu o álbum "Thriller") para finalizar a musica, porem ela foi mixada milhares de vezes para chegar até a versão que conhecemos hoje. Michael estava super satisfeito com a musica e queria que ela fizesse parte do repertório de "Thriller" foi então que uma opinião contrária começou uma discussão nos estúdios. O produtor Quincy Jones, falava que "Billie Jean" era uma musica muito fraca perto das outras que estavam em projeto para corporar o disco, já Michael queria a canção no álbum e ainda como primeiro single. 
 Perto já da data de lançamento, Michael e Quincy não entraram em um acordo então a gravadora resolveu agir e lançou "The Girl Is Mine" (uma parceiria de Michael Jackson com Paul McCartney) para as rádios americanas. Em 1982, Michael ignorou a opinião do seu produtor e lançou "Billie Jean" como segundo single de "Thriller". A musica obteve um desempenho totalmente contrária a opinião de Quincy Jones, chegando a primeira posição da Billboard Hot 100, e com isso o álbum "Thriller" teve uma estréia espetacular, vendendo mais de 1 milhão de copias só na primeira semana. 
 "Billie Jean" já era um sucesso nas rádios americanas, e estava voando baixo em vários países do mundo, foi então que Jackson resolveu fazer o vídeo clipe. Michael chamou o diretor Steve Barron e lhe deu o conceito que ele queria e a magia começou a ser feita. O vídeo mostra Michael fugindo de paparazzi para encontrar com uma garota cuja a identidade não pode ser revelada. Enquanto Michael anda pela cidade, a luzes vão surgindo no piso enquanto ele dança e mostra os seus movimentos.
 O clipe foi lançado no final de 1982, todos comentavam a mudança fisiológica que Michael mostra durante o vídeo clipe, comparando seus antigos vídeo clipes. "Billie Jean" quebrou as barreiras do preconceito racial, quando foi transmitido pela primeira vez na MTV, se tornando assim o primeiro vídeo clipe de um artista negro a passar no canal americano.




Em 1983, um convite inusitado de Berry Gordy, dono da gravadora Montown. Ele estava organizando um super espetáculo com os maiores cantores que passaram pela gravadora em comemoração as seus 25 anos de existência. Musicos como Marvin Gaye, Stevie Wonder estariam presentes performando no palco e o evento teria transmissão ao vivo na televisão, seria algo grande.
 Berry Gordy fazia questão com os irmãos Jackson estivessem no palco para celebrar essa data tão importante para a gravadora, mas Michael não queria. O cantor não queria comparecer a televisão por achar isso um apelo para se promover, então Berry Gordy teve que tomar uma providencia. 
 O dono da Montown foi até o estúdio onde Michael ensaiava algumas musicas. Berry disse a Michael que se não fosse por ele, Michael não seria nada naquela época e que ele devia isso para a gravadora. Michael pensou bem no caso e disse que só aceitaria se fizesse uma apresentação solo, Berry aceitou a proposta.
 Os 25 da Montown foi o maior evento da musica negra que já existiu. Artistas consagrados cantando os maiores sucessos dos anos 60, 70 e 80. Os Jacksons entraram no palco e o publico foi a loucura de ver os irmãos de volta no palco, porem depois de "I'll Be There", os Jacksons saíram e deixaram Michael sozinho no palco. Foi então que ele retirou um chapéu, se posicionou no meio do palco e começou a cantar "Billie Jean".
 A platéia estava de boca aberta vendo Michael sozinho no palco dançando e cantando "Billie Jean", até que na quebra da musica, o cantor começa a andar para traz como se estivesse andando na lua. Isso chocou a todos que estavam no teatro assistindo e a todos que estavam em casa acompanhando pela televisão.
 Michael acabava de fazer o Backslide, onde o pé desliza no chão para trás, dando uma sensação de estar andando na lua. E foi assim que apelidaram o passo "MoonWalk" porque a imprensa publicava que Michael andou como se estivesse na lua enquanto cantava "Billie Jean".
 Michael impressionou tanto, que depois dessa performance o cantor foi intitulado de Rei do Pop, pela magia que ele impôs ao performar uma canção.





Além do titulo de Rei do Pop, Michael ainda levou 2 AMA's e 2 Grammy's com "Billie Jean" em 1984. Alias nesse Grammy, Michael levou 8 estatuetas para casa, se tornando assim o maior artista a ganhar um Grammy em uma noite. O cantor ainda ganhou o seu nome na calçada da fama, lugar que é um dos mais visitados até hoje pelos turistas.
Depois de tudo isso, Michael não podia deixar de fora dos seus shows uma musica como "Billie Jean" e é como já foi dito, quando essa musica começava os fãs iam a loucura. Michael mostrava presença de palco, e uma habilidade de dança incrível durante a sua performance solo no palco.
Durante alguns anos, o Rei do Pop começou a acrescentar fundamentos do hip hop nas performances de "Billie Jean". Como no exemplo na "Dangerous Tour" o cantor além de fazer o Backslide (Moonwalk),o cantor ainda usa alguns movimentos de Popin, Sapateado e Locking. Na "HIStory Tour" (que na minha opinião foi o auge de Michael em questão de técnica em dança) o cantor usa elementos de Waving, Popin, Locking, Slide e Robot, algo que ele fazia com perfeição.
Em 2003, no seu aniversário de 30 anos de carreira, foi a última que vimos Michael dando essa magia cantando "Billie Jean".

TOP 3 - Black Or White



































 Chegamos a reta final do TOP25, agora você vai descobrir quais são os 3 melhores clipes de Michael Jackson da sua carreira de acordo com a REALMUSIC, e já começamos dando a medalha de bronze para o clipe "Black Or White".
 A decisão de colocar esse clipe entre os 3 melhores foi realmente muito difícil, porque musicas como "Beat It", "Smooth Criminal" e até mesmo "Bad" são de mais agrado do publico. Mas historicamente falando, "Black Or White" foi uma musica completa, uma letra ótima, com um vídeo clipe sensacional e claro muita, mais muita polemica. 
 Começamos falando sobre a musica, que foi o primeiro single do álbum "Dangerous" o segundo álbum mais vendido de Michael Jackson. "Black Or White" atingiu a primeira posição em quase todos os países do mundo, dando a Jackson o status de uma volta triunfal, depois de ser muito criticado pelo seu álbum antecessor "Bad". Em 1990, quando Michael decidiu ir a o estúdio gravar o disco, o produtor Quincy Jones disse que não trabalharia mais com Michael Jackson, desde então o Rei do Pop começou a trabalhar sozinho nas produções e composições de seus discos. 
 "Black Or White" foi tiro certo de Michael, que compôs,produziu e escreveu a letra da musica e ainda adicionou um rap de Bill Botrell para deixa-la ainda mais consistente. A letra é como se fosse um protesto, misturado com amor e ódio, abordando um assunto muito sério, o racismo. Na minha opinião a musica exibe tudo que Michael estava sentindo na época pela a alegria da composição mas também pela tensidade como o cantor coloca algumas frases como : Don't tell me you agree with me
When I saw you kicking dirt in my eye.
 O vídeo estreou em Novembro de 1991, e claro que Michael queria que isso fosse algo grande e realmente foi. O cantor fez com que mais de 27 países assistissem simultaneamente a estréia de "Black Or White" pela televisão através dos canais americanos BET , MTV,VH1 e a FOX. Aqui no Brasil, o clipe estreou no domingo durante a transmissão do Fantástico. Com isso mais de 500 milhões de pessoas nesses 27 países, pararam na frente da TV para assistirem a "Black Or White" tornando a estréia como a maior da história da musica. Mas os últimos minutos foram tensos para essas 500 milhões de pessoas.
 No fim do vídeo, Michael toma uma forma de uma pantera que vai para as ruas e começa quebrar tudo o que vê pela frente enquanto dança. O problema que em alguns vidros e carros do cenário contia frases que não eram apropriados a censura da época, pela citação a o racismo. Frases como "Hittler Lives", "Nigger Go Home", fizeram com que Michael fosse á televisão no dia seguinte da estréia ao vivo, pedindo desculpas a ignorância e falta de ética no final do vídeo clipe.
 A partir final foi banida de passar em qualquer canal de televisão do mundo, sendo exibido apenas em alguns DVD's oficiais do cantor.



TOP 4 - Bad





Who's Bad ? Em 1987 todo mundo falava isso pelo enorme sucesso que a musica "Bad" estava fazendo. Esse foi o segundo single do álbum com o mesmo nome "Bad". Essa é uma musica que particularmente é uma das mais sensacionais de Michael Jackson na minha opinião. E é com muito pena que está na 4º posição, porque o conjunto da obra de "Bad" é algo simplismente incrivel. 
 Começamos falando que "Bad" mudou a imagem de garotinho que Michael tinha. Durante essa época, Michael realmente adotou esse jeito de ser o cara mau, o cara briguento, o malandro digamos assim, algo que não agradou muito o publico na época. Mesmo assim, a musica foi # 1 na Billboard Hot 100, e teve uma repercução mundial muito boa apesar das criticas americanas serem negativas em relação a musica.
 Porem, Michael querer ser o cara malandro das ruas e os seus fãs não quererem que ele assumisse essa forma não foi nada perto do que estava por vir. Depois do lançamento do vídeo clipe, todos falava a seguinte frase: Opa , Michael está branco ! E realmente estava. Desde 1986 que o publico já vinha notando uma certa mudança na pigmentação da sua pele, mas no clipe de "Bad" todos tiveram a certeza. Foi a partir daí que a musica de Michael deixou de ser o assunto. A imprensa e os tabloides caim em cima de Michael, falando só coisas ruims, coisas não valem a pena ser citado por aqui.
 Continuando a falar sobre a sua musica, o vídeo clipe de "Bad" é um mini filme de 18 minutos, contando a historia de um garoto(Michael Jackson) que está de férias na faculdade, e volta a para o guetto aonde viveu e cresceu. Lá ele reencontra seus amigos e um deles é interpretado por Wesley Snipes. O grupo começa a zombar de Michael dizendo que ele é um garoto mimado e que só pensa em estudar. Michael então mostra para ele que além de ser o garoto mimado, ele também pode colocar medo, ele pode ser mau.
 O vídeo além de conter o filme, contem uma coreografia espetacular, dentro da estão de metro. "Bad" foi totalmente inspirada no filme "West Side Story", contando mais ou menos a mesma historia, porem Richard Price fez a sua adaptação para o clipe de Michael. "Bad" foi o primeiro e único clipe dirigido por Martin Scorceese. 
 Uma curiosidade sobre a musica "Bad", é que Michael queria que um cantor participa-se da musica de qualquer maneira, esse cantor é nada mais nada menos que Prince. Já penso que engraçado os dois caras que não colocavam medo em ninguém nos anos 80, cantando que são maus!




























Who's Bad ? Em 1987 todo mundo falava isso pelo enorme sucesso que a musica "Bad" estava fazendo. Esse foi o segundo single do álbum com o mesmo nome "Bad". Essa é uma musica que particularmente é uma das mais sensacionais de Michael Jackson na minha opinião. E é com muito pena que está na 4º posição, porque o conjunto da obra de "Bad" é algo simplismente incrivel. 
 Começamos falando que "Bad" mudou a imagem de garotinho que Michael tinha. Durante essa época, Michael realmente adotou esse jeito de ser o cara mau, o cara briguento, o malandro digamos assim, algo que não agradou muito o publico na época. Mesmo assim, a musica foi # 1 na Billboard Hot 100, e teve uma repercução mundial muito boa apesar das criticas americanas serem negativas em relação a musica.
 Porem, Michael querer ser o cara malandro das ruas e os seus fãs não quererem que ele assumisse essa forma não foi nada perto do que estava por vir. Depois do lançamento do vídeo clipe, todos falava a seguinte frase: Opa , Michael está branco ! E realmente estava. Desde 1986 que o publico já vinha notando uma certa mudança na pigmentação da sua pele, mas no clipe de "Bad" todos tiveram a certeza. Foi a partir daí que a musica de Michael deixou de ser o assunto. A imprensa e os tabloides caim em cima de Michael, falando só coisas ruims, coisas não valem a pena ser citado por aqui.
 Continuando a falar sobre a sua musica, o vídeo clipe de "Bad" é um mini filme de 18 minutos, contando a historia de um garoto(Michael Jackson) que está de férias na faculdade, e volta a para o guetto aonde viveu e cresceu. Lá ele reencontra seus amigos e um deles é interpretado por Wesley Snipes. O grupo começa a zombar de Michael dizendo que ele é um garoto mimado e que só pensa em estudar. Michael então mostra para ele que além de ser o garoto mimado, ele também pode colocar medo, ele pode ser mau.
 O vídeo além de conter o filme, contem uma coreografia espetacular, dentro da estão de metro. "Bad" foi totalmente inspirada no filme "West Side Story", contando mais ou menos a mesma historia, porem Richard Price fez a sua adaptação para o clipe de Michael. "Bad" foi o primeiro e único clipe dirigido por Martin Scorceese. 
 Uma curiosidade sobre a musica "Bad", é que Michael queria que um cantor participa-se da musica de qualquer maneira, esse cantor é nada mais nada menos que Prince. Já penso que engraçado os dois caras que não colocavam medo em ninguém nos anos 80, cantando que são maus!

TOP 5 - Beat It


Está acabando o nosso TOP25, hoje chegamos a o TOP 5 que está muito bem representado pelo 3º single do álbum mais vendido do mundo; "Thriller". Em 1982, ninguém achava que Michael Jackson pudesse superar o álbum "Off The Wall", mas não foi isso que aconteceu. "Thriller" já vendeu mais de 160 milhões de copias pelo mundo inteiro, e bate records até hoje. Nenhum álbum foi tão significativo para a história da musica, pelo estilo e pela quebra de barreiras que marcaram o disco.
 "Beat It" foi uma quebra de barreira. Lançado em 1983 como single, a musica já foi para o topo das paradas americanas com muita facilidade. Todos adoravam a musica principalmente pela produção de Quincy Jones, que contou com um solo incrível de guitarra de Eddie Van Halem. Esse foi o primeiro Hard Rock feito por Jackson.
 Em 1983, Michael entrava para historia com "Beat It". O single foi a primeira musica de um artista negro a tocar nas rádios de rock de todo o estado americano. Isso rendeu a Michael dois Grammy's e dois AMA's por "Beat It".
 Como dito acima, "Thriller" foi marcado pelo estilo de Michael Jackson que é ponto de referencia para muitos artistas. Isso foi iniciado depois do vídeo de "Beat It" onde Michael usa uma jaqueta vermelha que todo mundo, até nos dias de hoje, tem vontade de ter uma. Michael em uma entrevista disse ter medo de fazer o clipe, porque o diretor queria tanta realidade em cena, que chamou gangues de verdade para fazer o vídeo clipe. 






TOP 6 - Don't Stop Til' You Get Enough


Se você está em uma festa, e o DJ começa a tocar "Don't Stop Til' You Get Enough" não tem como você não ficar entusiasmado e ficar parado. A musica muito bem produzida por Quincy Jones, é um disco funk que não deixa ninguém ficar parado, e até hoje não conheço nenhuma pessoa que não goste dessa musica.
 Esse foi o primeiro single do álbum "Off The Wall" que muitos consideram que este foi o melhor álbum de Michael Jackson. "Don't Stop Til' Get Enough" foi a musica que fez com que Michael atingi-se outro patamar para a industria fonográfica. Uma prova disso foi no AMA de 1980, onde Michael concorria com grandes nomes da musica do momento como Earth Wind & Fire, Kool And The Gang, dentre outros e Michael levou os dois prêmios mais importantes da noite; Melhor Álbum com "Off The Wall" e melhor canção com "Don't Stop Til' Get Enough".
 Essa musica tambem proporcionou um momento histórico na carreira de Michael Jackson. No Grammy de 1980, "Don't Stop Til' Get Enough" foi considerada a canção do ano, dando a Michael o primeiro Grammy da sua carreira. A musica também foi o primeiro #1 de Jackson nos EUA na lista do Hot 100 e na lista de Soul Music.
 Muito desse sucesso foi por causa do vídeo clipe, onde Michael está sozinho em uma serie de cenários, cantando e dançando a musica. No meio do clipe, Michael começa a fazer um movimento que passa para outro Michael que faz outro movimento passando para mais um Michael. Esse efeito visual, foi usado pela primeira vez em "Don't Stop Til' Get Enough" dando a sensação de ter 3 Michael's no vídeo. Em 1979 isso foi uma revolução para os vídeos clipes musicais.
 A curiosidade da musica é que quando ela foi lançada, muitos associavam a letra a sexo. Michael soube da repercução e disse que a musica não tem a ver com fazer sexo, e sim para dançar na pista.